O que são NFTS

Já pensou em comprar memes, uma coluna do “The New York Times” ou até obras de artistas que existem apenas no mundo digital? Situações do tipo já são possíveis por meio de NFTs (do inglês “Non-Fungible Token”), uma espécie de ativo digital possibilitado pela tecnologia blockchain e que vem atraindo um número crescente de investidores e curiosos. 

Com as pessoas passando entre 8h até 12 horas por dia na Internet, é natural que surja o desejo de colecionar itens também no mundo digital. 

Mas o que é o token não fungível, mais conhecido como NFT? 

O que é um NFT?

Para entender o conceito de NTF, primeiro precisamos dar um passo atrás e entender o que é um token.

Token é um registro digital, uma espécie de contrato ou chave que atesta que você tem posse de algum item. É um comprovante da propriedade intelectual que permite a qualquer momento provar que você é dono de algum bem.

Um item fungível é aquele que não é único e pode ser trocado a qualquer momento. Um bom exemplo é o dinheiro em espécie.

Não importa se você tem uma cédula de R$ 100 ou R$ 200, o que importa é o valor dela. Como é um item fungível e não exclusivo, a qualquer momento você pode fazer a troca desta cédula com facilidade por outra do mesmo valor.

Já o item não fungível é exclusivo e não pode ser substituído. No mundo físico, também existem alguns exemplos, como uma camiseta autografada por um jogador famoso, um quadro original de Pablo Picasso ou uma coleção de cards de basebol.

A qualquer momento, pela caraterística de exclusividade, o dono pode colocar um preço nele.

Por exemplo, recentemente, o presidente do Twitter, Jack Dorsey, vendeu seu primeiro tuíte por pouco mais de US$ 2,9 milhões como NFT. A mensagem “just setting up my twttr”, foi a primeiro publicada por Dorsey na rede social, em 21 de março de 2006.

Por que investir em Marketing Digital em 2021, 5 motivos excelentes

Dá para comprar qualquer coisa em NFT?

Com a tendência do NFT, estão surgindo alguns ativos interessantes na internet, alguns curiosos e outros bizarros.

Além da arte de Beeple e o primeiro tuite de Jack Dorsey, vendido por US$ 2,9 milhões, veja outros NFTs:

Leia aqui como deixar o Site da sua empresa de acordo com a nova LGPD: LGPG Lei Geral de Proteção de Dados

Como isso impacta a nova economia?

Entre as três transformações mais relevantes os especialistas destacam:

  • Novas formas de gerar renda: a partir do sucesso de Beeple, alguns artistas começaram a vender suas artes digitais via NFT. A alternativa abre um caminho para ativos intelectuais e artistas, que antes eram muito desvalorizados. O mercado da música, da arte, da fotografia e do desenho pode ganhar notoriedade. O artista brasileiro Etiene Craus já faturou US$ 326 mil com a venda de 15 obras.
  • Investir na valorização de um bem ou pessoa: recentemente, a tenista profissional Oleksandra Oliynykova colocou em leilão uma parte do seu braço para que o dono coloque uma tatuagem visível. Segundo ela, quanto mais fama ela ganha, se uma marca ficar tatuada no seu braço, será mais vezes exibida na televisão ou campeonatos. Até o momento o valor é de US$ 5.660,82
  • Ganhar dinheiro com revenda: esperar a valorização de um NFT para lucrar com a venda deste ativo. O colecionador de Miami revendeu um vídeo do Beeple de dez segundos e faturou US$ 6 milhões, quando ele comprou a peça o custo foi de apenas US$ 60 mil.

Mesmo parecendo um negócio lucrativo, o conselho aos interessados no mundo no NFT é que estudem e conheçam primeiro o mercado e possíveis alternativas de vender ativos. 

Se você gostou do conteúdo, deixe seu comentário e leia também: Como gerar leads qualificados em 2021

Matéria oficial e completa no site da corretora EasyInvest, publicada dia 26 de Março de 2021, Leia na íntegra aqui

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *